16 janeiro 2008

Orar aproxima-nos de Deus

Este texto é a transcrição de um escrito publicado por um hindú, Mahatma Gandi, e que nos pode fazer reflectir um pouco sobre aquilo que estamos a falar no nosso grupo. Pensem nisto, depois digam o que acham.

Diz-nos Gandhi:

«Sem oração, não pode haver consciência da própria fraqueza. A oração é a chave que abre a porta da manhã e fecha a porta da noite. Só de Deus, por meio da oração, vem toda a nossa força.
Rezar não é pedir. Rezar é a respiração da alma.
Encontrei gente que inveja a minha paz. Esta paz vem-me da oração. Não sou um homem de cultura, mas penso, humildemente ser um homem de oração.
A oração salvou-me a vida, sem ela eu estaria louco, há muito tempo. Se consegui libertar-me do desespero, foi graças à oração.
A oração não foi parte da minha vida, como foi a verdade. A oração desabrochou simplesmente a necessidade, quando me encontrava em situações nas quais não poderia absolutamente ser feliz, sem ela.
Com o passar do tempo a minha fé em Deus aumentou, e o desejo de rezar tornou-se irresistível.
Para viver no meio dos homens é necessário uma força eficaz, absoluta: a da oração. O corpo humano não pode viver, temporariamente, sem alimentos. A alma, sem oração, morre. O jejum da oração não existe. Rezar é estar com Deus»
O que é para vocês rezar?