24 fevereiro 2007

I domingo da Quaresma

Cheio do Espírito Santo, Jesus retirou-se do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto, onde esteve durante quarenta dias, e era tentado pelo diabo. Não comeu nada durante esses dias e, quando eles terminaram, sentiu fome. Disse-lhe o diabo: «Se és Filho de Deus, diz a esta pedra que se transforme em pão.» Jesus respondeu-lhe: «Está escrito: Nem só de pão vive o homem.» Levando-o a um lugar alto, o diabo mostrou-lhe, num instante, todos os reinos do universo e disse-lhe: «Dar-te-ei todo este poderio e a sua glória, porque me foi entregue e dou-o a quem me aprouver. Se te prostrares diante de mim, tudo será teu.» Jesus respondeu-lhe: «Está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.» Em seguida, conduziu-o a Jerusalém, colocou-o sobre o pináculo do templo e disse-lhe: «Se és Filho de Deus, atira-te daqui abaixo, pois está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito, a fim de que eles te guardem; e também: Hão-de levar-te nas suas mãos, com receio de que firas o teu pé nalguma pedra.» Disse-lhe Jesus: «Não tentarás ao Senhor, teu Deus.» Tendo esgotado toda a espécie de tentação, o diabo retirou-se de junto dele, até um certo tempo. Lc 4 1-13
Iniciamos um tempo de amadurecimento levados pela mão de Jesus e encontramo-nos no deserto. O deserto, mais que um lugar geográfico, é uma situação de vida. Estar no deserto é econtrarmo-nos sós, é enrentarmos os nossos temores e medos, é encontrar tentações... Jesus foi levado para o deserto e ali também se encontrou coma tentação.
As três tentações de Jesus são uma síntese das três grandes tentações de hoje e de sempre. A tentação do "ter" em em vez do "ser"; a do "poder" em vez do "servir" e a do prestígio em vez da humildade. As três levam a prescindir de Deus na vida e a procurar qualquer projecto, menos o de Deus.. Jesus vence as tentações e opta decididamente pelo que vai ser a pedra angular da sua vida: a confiança em Deus, a opção pelo caminho do amor do Pai.
Para Reflexão
A que situações da tua vida chamarias "deserto"? Tens consciencia que Jesus te acompanha nesses momentos?
As tentações às quais Jesus foi submetido no deserto têm alguma coisa de parecido com o que hoje as nossas comunidades cristãs têm de enfrentar? Como podemos vencê-las com a ajuda de Jesus?